• Black Instagram Icon

©2019 by ncsalaberry. Proudly created with Wix.com.

Dra Bianca Ceratti Zardo

CRM 32847

RQE 27255

Currículo Lattes

Médica Mastologista

Entusiasmo, integridade e comunicação aberta definem minha prática profissional, determinada a ajudar meus pacientes a entenderem a própria saúde para que possam estar bem informados ao tomar decisões de vital importância.

Por meio de abordagem voltada a observar cada paciente como um todo, realizo todos os procedimentos necessários para chegar ao diagnóstico mais preciso.

Nada é mais importante do que sua saúde, portanto, tempo e esforço para aprimorar conhecimento, prática e técnicas médicas são primordiais. Sua saúde merece cuidados e atenção adequados e opções especializadas para o seu bem mais valioso. Entre em contato para marcar uma primeira consulta.

Bianca Ceratti Zardo

saiba mais >

Cuidados medicos

 

Mastologia

É a especialidade médica que trata da saúde das mamas, tratando patologias benignas e malignas da glândula mamária. Realiza o atendimento integral, incluindo diagnóstico, tratamento clínico e cirúrgico dos portadores de câncer de mama.

Câncer de mama

O câncer de mama é causado pelo crescimento desordenado de células tumorais. Diversos fatores estão relacionados ao aumento do risco de desenvolver a doença, tais como idade; fatores endócrinos/história reprodutiva; comportamentais/ambientais; e genéticos/hereditários. O acúmulo de exposições ao longo da vida e as próprias alterações biológicas com o envelhecimento aumentam, de modo geral, esse risco. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), "uma em cada oito mulheres vão receber este diagnóstico, sendo a causa mais frequente de morte por câncer em mulheres".

O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

Prevenção

A Prevenção envolve uma vida saudável e a realização do exame clínico e da mamografia. Cerca de 30% dos casos podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como a prática regular de atividades físicas; alimentação saudável; manter o peso corporal adequado e amamentar.

Detecção precoce

Importância da detecção precoce:

A paciente tem até 95% de chances de cura quando for diagnosticada e tratada precocemente. O diagnóstico precoce está relacionado diretamente com a realização da Mamografia. Diante de qualquer dúvida, o ideal é consultar com um Mastologista para que este profissional, a partir do histórico familiar e de outras características pessoais, defina a melhor estratégia de prevenção e de tratamento para a doença.

Diagnóstico - sinais e sintomas

Tumores iniciais não apresentam sintomas. Caso o tumor já esteja palpável como um nódulo, seu sintoma mais frequente, já é considerado uma lesão grande. Por isso é importante fazer os exames preventivos (como a mamografia) antes do aparecimento de qualquer sintoma. Outros sintomas são vermelhidão na pele; alterações no formato dos mamilos e das mamas; nódulos na axila; secreção saindo pelo mamilo; pele enrugada e feridas.

Mamografia

É o único exame cuja aplicação em programas de rastreamento apresenta eficácia comprovada na redução da mortalidade do câncer de mama. Ecografia, ressonância magnética, e outros exames de imagem podem ser solicitados para complementar o diagnóstico. Na presença de uma alteração suspeita de câncer de mama, é necessário fazer uma biópsia.
A Sociedade Brasileira de Mastologia sugere que o rastreamento com a Mamografia se inicie anualmente aos 40 anos. A recomendação do Ministério da Saúde (que é seguida pelo SUS) é iniciar entre os 50 e os 69 anos, realizando o exame a cada dois anos.

Tratamento

 
 
 

Tratamento

Existem diversos tratamentos para o câncer de mama, que podem ser combinados ou não.
O tratamento varia de acordo com a gravidade da doença, suas características biológicas, bem como das condições da paciente (idade, comorbidades e preferências).

Cirurgia

É a modalidade de tratamento mais antiga. Todo câncer inicial em paciente com boa saúde deverá ser retirado com uma cirurgia, que pode retirar parte da mama ou ela toda; entretanto, em alguns casos, pode ser que a cirurgia seja combinada com outros tratamentos. Quando o tumor se encontra em estágio inicial, a retirada é mais fácil e com menor comprometimento da mama.

Radioterapia

Terapia que usa radiação ionizante no local do tumor. É muito utilizada para tumores onde não é necessária a retirada de toda a mama como forma de prevenir o retorno da doença na mama operada.


Quimioterapia

Tratamento que utiliza medicamentos orais ou intravenosos, com o objetivo de destruir, controlar ou inibir o crescimento das células doentes. Pode ser feita antes ou após a cirurgia.

Hormonioterapia

Tem como objetivo impedir a ação dos hormônios que fazem as células cancerígenas crescerem, portanto, só poderá ser utilizada em pacientes que apresentam pelo menos um receptor hormonal em seu tumor. Essa terapia, no geral, é feita via oral e as drogas agem bloqueando ou suprimindo os efeitos do hormônio sobre o órgão afetado.

Imunoterapia

Essa modalidade é constituída de drogas que bloqueiam alvos específicos de determinadas proteínas ou mecanismo de divisão celular presente apenas nas células tumorais ou presentes preferencialmente nas células tumorais.

Dra Bianca Ceratti Zardo

CRM 32847

Currículo Lattes

Atendimento

Saúde em primeiro lugar

 

Hospital do Câncer Mãe de Deus 

Centro Clínico Hospital Mãe de Deus
Rua Costa, 40 - Menino Deus

Porto Alegre/RS - (51) 32302507

Centro Clínico da PUCRS
Av. Ipiranga, 6690, conj. 608

Jardim Botânico - Porto Alegre/RS
(51) 3339 3155

Medical Consultórios Médicos

R. Napoleão Laureano, 331

Centro - Canoas/RS
(51) 3466-2267 - (51) 3051-2264

Centro de Especialidades

Hospital de Sapiranga

Rua Getúlio Vargas, 527 - Centro

Sapiranga/RS - (51) 3599-8100